Medicina Ortomolecular desintoxica e previne envelhecimento precoce

A prática tem a finalidade de repor de minerais, vitaminas e corrigir e eliminar os radicais livres (que causam envelhecimento das células) no organismo

Valéria Araújo - 17/10/2017 07h23

 
O médico Paulo César Yui, obstetra, ginecologista e ortomolecular (Foto: Hédio Fazan) O médico Paulo César Yui, obstetra, ginecologista e ortomolecular (Foto: Hédio Fazan)

Utilizada como forma de restabelecer o equilíbrio químico do organismo, a medicina ortomolecular vem sendo uma grande aliada na prevenção de doenças. A prática tem a finalidade de repor de minerais, vitaminas e corrigir e eliminar os radicais livres (que causam envelhecimento das células) no organismo. Em Dourados, o médico Paulo César Yui, obstetra, ginecologista e ortomolecular, diz que é possível reequilibrar uma pessoa com estresse antes que ele evolua para uma hipertensão arterial, por exemplo.

Da mesma forma, é possível tratar obesidade antes que ela ocasione diabetes. O mais importante é que com a Ortomolecular o paciente volta a ser encarado como um todo, um conjunto que deve funcionar em harmonia. Melhorando a qualidade de vida.

Segundo Paulo Yui, a prática não cura nenhuma doença, que já se manifestou, mas pode ajudar a melhorar a qualidade de vida, com o combate do desequilíbrio de radicais livres, desintoxicação de metais pesados, com reposição de antioxidantes, como as vitaminas, sais minerais e aminoácidos.

O que é a prática Ortomolecular? Em quais áreas da medicina ela atua?

Ortomolecular é o ramo da ciência cujo objetivo primordial é restabelecer o equilíbrio químico do organismo. O reequilíbrio acontece por meio do uso de substâncias e elementos naturais, sejam vitaminas, minerais e/ou aminoácidos. Estes elementos, além de proporcionarem um reequilíbrio bioquímico, combatem os radicais livres.

Ela está em alta? Quais as vantagens?

Sim.Pois apesar de a Ortomolecular e curativo, ela também é eminentemente preventiva. Assim, é possível reequilibrar uma pessoa com estresse antes que ele evolua para uma hipertensão arterial. Da mesma forma, é possível tratar obesidade antes que ela ocasione diabetes. O mais importante é que com a Ortomolecular o paciente volta a ser encarado como um todo, um conjunto que deve funcionar em harmonia. Melhorando a qualidade de vida.

Qual a diferença entre a Ortomolecular para a medicina convencional?

A medicina convencional, de modo geral, visa ao tratamento das doenças. Já na medicina da saúde (ortomolecular e nutriendócrino) o objetivo é a prevenção dessas doenças, ou seja, cuidar das alterações metabólicas que com o passar do tempo podem gerar problemas. O foco de atuação é no equilíbrio metabólico, que antecede a doença.

Na medicina convencional se usam substâncias químicas estranhas ao nosso corpo (os medicamentos), e elas podem produzir efeitos colaterais ou causar o aparecimento de outros problemas de saúde. No tratamento ortomolecular são utilizados nutrientes, minerais, vitaminas e aminoácidos, que já fazem parte do nosso corpo, que necessitam de ser otimizados para ajudar a restabelecer a saúde.

Quais são os pilares da medicina ortomolecular e como cada um atua no organismo humano?

A medicina ortomolecular é fundamentada em 4 pilares: na bioquímica molecular. Na celular, que pesquisa as substâncias do organismo humano e as reações químicas produzidas por elas; Na fisiologia humana, que contém a relação estabelecida entre o sistema humano e o funcionamento dos órgãos; na Fisiopatologia Humana, campo que estuda as doenças e na nutrição celular, que compreende o estudo dos elementos necessários para o bom funcionamento do organismo humano.

Apesar desses fundamentos serem os pilares básicos de qualquer especialidade médica, na medicina ortomolecular são estudados de forma diferente, pois ela avalia tanto os sintomas químicos quanto os subclínicos através da individualidade de cada paciente.

O que são os radicais livres? Em quais doenças podem surgir a partir deles? E o que os causam? Radicais livres são moléculas instáveis e que apresentam um elétron que tende a se associar de maneira rápida a outras moléculas de carga positiva com as quais pode reagir ou oxidar. No nosso organismo, os radicais livres são produzidos pelas células, durante o processo de queima do oxigênio, utilizado para converter os nutrientes dos alimentos absorvidos em energia. Os radicais livres podem danificar células sadias do nosso corpo, entretanto, nosso organismo possui enzimas protetoras que reparam 99% dos danos causados pela oxidação, ou seja, nosso organismo consegue controlar o nível desses radicais produzidos através do nosso metabolismo.

Como é a consulta? Quais procedimentos o médico pratica?

Na nossa prática e como qualquer consulta, questionamos, qual a finalidade da consulta, como evoluiu a doença, seguida de um exame físico, também de um exame de sangue para ver o equilíbrio do organismo (stress oxidativo). Ao final dela, se acharmos necessário solicitamos outros exames complementares, não só aqueles que estejam relacionados com a área em que a doença esteja instalada, mas também das demais áreas que possam estar envolvidas no processo.

Quais são os exames que o médico ortomolecular solicita?

Os exames são os mesmos exames de sangue que um clínico solicita, exceto o mineralograma que de ser solicitado somente quando suspeita de intoxicação por metal pesado, no caso de hiperatividade, infertilidade, ou perda de memória. Pode também ser solicitado a dosagem de alguma vitaminas e minerais no sangue, quando necessário.

Como é feita a dosagem de vitaminas? São essas substâncias que evitam doenças e fazem rejuvenescer?

As vitaminas e sais minerais são substâncias indispensáveis a vida, esta intimamenteligada em todos processos do metabolismo do organismo, bem como na produção de energia, de hormônios e de estruturas celulares, quando necessários são solicitado pelo medico e feitos nos laboratórios de analise clinica da cidade. As vitaminas e minerais entram no metabolismo imprescindiveis a vida e manter o equilíbrio da vida.

Qualquer doença pode ser curada com a medicina Ortomolecular?

A ortomolecular não cura nenhuma doença, que já se manifestou, pode ajudar a melhorar a qualidade de vida, com o combate do desequilíbrio de radicais livres, desintoxicação de metais pesados, com reposição de antioxidantes, como as vitaminas, sais minerais e aminoácidos.

Para quem quer emagrecer, o tratamento demora para fazer efeito? Qual o prazo para se ver algum resultado?

A perda de peso não e uma tarefa fácil, como todo bom tratamento e lento e tem que ter uma boa reeducação alimentar e persistência, com ajuste dos nutrientes e a mudança na alimentação acabam mexendo com o metabolismo com melhora no funcionamento do intestino, que facilita a eliminação de toxinas e queima de gordura, a dieta alimentar mais saldável ajuda a neutralizar os radicais livres, como consequência retardar o envelhecimento degenerativo, que e a causa de muitas doenças.

Como a medicina Ortomolecular pode ajudar em casos de doenças crônicas como e diabetes?

Nessas doenças o corpo é bombardeado pelos radicais livres, pois o próprio organismo começa a produzi-los em excesso para combater as doenças, mas so uma parte desses radicais e usada no combate a doença, o uso de antioxidantes e usado, nesse caso, para combater os radicais livres excedentes reequilibrando o organismo prevenindo a piora das doenças. No diabético auxilia o paciente a manter a doença sob controle, protegendo e impedindo a glicação das proteínas (que são responsáveis a lesão do diabético)

E nos casos de depressão e ansiedade?

A medicina ortomolecular busca o equilíbrio e a qualidade de vida, focando na prevenção e doenças e no retardo de envelhecimento, reequilíbrio das vitaminas, minerais e hormônios, de acordo com a carências de cada pessoa. Na depressão e ansiedade são necessários uma desintoxicação do corpo principalmente através de nutrientes e alimentos saldáveis,e reequilibrando o organismo com probioticos.

E nos casos de Câncer? Como a Medicina Ortomolecular pode ajudar?

Esta doença deve ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar e a ortomolecular vem como coadjuvante com suplementação vitaminas, de minerais e aminoácidos empregado de forma individualizado e contextualizada, esta suplementação melhora o sistema imunológico, e a qualidade de vida deste individuo, também junto com a ozonioterapia.

Como é feito o tratamento de modo em geral?

A base de suplementação de vitaminas, minerais e aminoácidos, em muitos dos casos também lançamos mão do Ozonio.

Quanto tempo dura o tratamento?

Sua principal indicação e equilibrar e manter equilibrado, com mais saúde, com envelhecimento saldável com melhor qualidade de vida, portanto não tem tempo para terminar.

Qual é a maior procura de tratamento?

A procura são de paciente que tiveram insucesso com algum tratamento, vem como alternativa de tratamento, nos também temos como especialidade básica a ginecologia e a obstetrícia (ainda atuando) tratamos alguma doença desta especialidadecomo a terapia ortomolecular, também nas gestantes suplementamos alguns minerais para gestante com a finalidade de prevenção de doença do individuo que esta vindo ao mundo.

Qual a maior dúvida dos pacientes que chegam no seu consultório?

Se com a ortomolecular ela vai ficar curada, na maioria das vezes dissemos que não ela pode melhorar sua qualidade de vida, também com a ozonioterapia se aplica a mesma afirmação.

Considerações

A medicina ortomolecular pode ser aplicada a qualquer pessoa, que não seja portadora de nenhuma doença, pois ela tem por finalidade de prevenção melhorar a qualidade de vida, para não dizer e melhor prevenir do que remediar. Estamos em Dourados desde 1982, como ginecologista e obstetra, somos o segundo profissional a implantar um serviço de ultrassonografia em setembro de1982, estamos atuando com a pratica de medicina ortomolecular desde 2003, uso de Ozonio em tratamento medico desde setembro de 2016, e estamos em fase de implantação de tratamento de ferida que não cicatrizam e como coadjuvante de tratamento para outras diversa doença será o uso de camara hiperbarica.