Marçal cobra investimentos no setor de iluminação pública

Dourados - 11/10/2017 12h11

Marçal solicita mutirão para acabar com a falta de iluminação nos bairros e distritos
Foto: Éder Gonçalves Marçal solicita mutirão para acabar com a falta de iluminação nos bairros e distritos
Foto: Éder Gonçalves

O vereador Marçal Filho (PSDB) pede explicação sobre a utilização dos recursos da Contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública (Cosip). Todos os meses os contribuintes pagam o imposto que vem embutido na conta de energia, no entanto, a reclamação é grande da população. "Precisamos saber onde está sendo investido esse recurso", cobra o parlamentar.

Marçal tem solicitado desde o início do ano um mutirão para detectar ruas que enfrentam problema com a falta de iluminação pública. Também tem cobrado a melhoria da iluminação de espaços públicos como praças e parques, para permitir um maior conforto e contribuir para a segurança dos moradores e comerciantes de Dourados.

Não é de hoje que os douradenses tem se sentido refém dentro das próprias casas. Segundo o vereador, muita gente tem procurado o seu gabinete na Câmara Municipal para reclamar sobre a escuridão de ruas e a dificuldade de ser atendido com agilidade pelo serviço disk lâmpada (3424-8620) da Secretaria de Serviços Urbanos.

Diferentes bairros e distritos tem enfrentado problemas com a "escuridão". "É preciso ter um programa de melhoria contínua na iluminação pública", defende o vereador, ressaltando que esse investimento implica em melhoria da segurança nas vias públicas, acessibilidade para o pedestre, interfere no turismo e ainda ressalta o patrimônio.

A maioria das ruas da cidade possui lâmpadas amarelas, que garantem pouca luminosidade, quando o mais viável deveria ser lâmpadas brancas, como acontece na Rua Hayel Bon Faker. Para Marçal, esse modelo tem que ser implantado em toda cidade, já que por mês os douradenses pagam em média R$ 1,2 milhão com a taxa de iluminação pública. De janeiro a setembro deste ano, conforme o Portal Transparência, a administração municipal arrecadou R$ 11.223.488,59 com a Cosip.

Com ruas e praças escuras ou com iluminação deficiente, cada vez mais os moradores ficam dentro das próprias casas, já que uma boa iluminação garante mais segurança, conforme especialistas. A praça Alfredo Uhde, no Parque do Lago I, é um exemplo de iluminação adequada e que deveria se estender pela cidade. Totalmente iluminada (lâmpadas brancas), o local é frequentado pela população no período da noite. Isso tem evitado, inclusive, a depredação do espaço, diferentemente de outras praças, escuras e que atraem vândalos.