Estiagem favoreceu a operação tapa-buraco em Dourados

Dourados - 15/08/2017 17h45

 
As frentes de trabalho do tapa-buraco têm encontrado situações bastante precárias de ruas na periferia (Foto: A.Frota) As frentes de trabalho do tapa-buraco têm encontrado situações bastante precárias de ruas na periferia (Foto: A.Frota)

Um ponto positivo nas semanas que Dourados permaneceu sem chuva foi o avanço da operação tapa-buraco pela cidade. Com quatro equipes destinadas à recuperação da malha asfáltica, a Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop) alcançou mais de 60 mil metros quadrados de buracos tapados e aliviou a situação de ruas principais em vários bairros e no centro.

Segundo o secretário Tahan Sales Mustafa, a chuva chegou e as equipes estão recolhidas, aguardando nova trégua para reiniciar a recuperação que ainda necessita ser feita em muitos pontos da cidade. "É notório o tamanho do trabalho feito e o tamanho da demanda. Parece repetitivo, mas não podemos deixar de lembrar as condições do asfalto em Dourados. A nós, cabe focar no objetivo e trabalhar, como temos feito. Graças a Deus por esta estiagem que nos permitiu avançar", disse.

De acordo com dados da Semop, entre outras localidades, as principais ruas que receberam intervenção foram a Manoel Santiago, General Osório, 20 de Dezembro, Ponta Porã, Dom João VI, Bela Vista e outras, todas de acesso a bairros populosos e com grande fluxo de veículos. Regiões de bairros atendidas foram o Grande Flórida, o Campo Dourado e, mais recentemente, o Parque das Nações.

Tahan lembra que a atuação da Prefeitura de Dourados na recuperação de ruas não vai parar. Com o aporte do Governo do Estado o município tem em andamento licitações para que o trabalho continue e seja feito, segundo ele, de forma ampla e irrestrita. "Temos feito um trabalho que busca sanar demandas emergenciais. Com muito empenho temos conseguido cobrir áreas grandes, mas o foco é eliminar problemas crônicos, arrumar áreas muito danificadas e tal. Com as novas licitações, faremos como que um pente-fino e, então, a cobertura será total", explicou.

As frentes de trabalho do tapa-buraco têm encontrado situações bastante precárias de ruas na periferia da cidade e os problemas são enfrentados com atuação incisiva e trabalho de qualidade.

O procedimento de recuperação do asfalto conta com a escarificação da área danificada, a limpeza e reestruturação da base e a aplicação da massa quente, um dos pontos mais positivos do trabalho.

Além do tapa-buraco, a Semop é a responsável por inúmeras obras que ocorrem em todo o município, algumas prediais, outras de pavimentação. O empenho em ‘arrumar a casa’ tem gerado frutos e, mesmo em meio a crise, Dourados não está estagnada.