Escolas recebem ciclo de palestras sobre preservação ambiental

Dourados - 09/08/2017 16h43

 
Contêineres distribuídos nas aldeias indígenas já apresenta resultado positivo quanto à coleta de lixo​ (Foto: A.Frota)
Contêineres distribuídos nas aldeias indígenas já apresenta resultado positivo quanto à coleta de lixo​ (Foto: A.Frota)

Com o intuito de trabalhar a consciência ambiental com crianças e adolescentes, o Imam (Instituto do Meio Ambiente de Dourados) realiza neste mês de agosto palestras em diversas escolas da rede municipal. A ação direcionada pela gestão Délia Razuk e iniciada na segunda-feira (07) aborda a preservação em vários eixos.

As escolas indígenas municipais Guateka Marçal de Souza, Ramão Martins e Tengatui Marangatu já receberam as atividades. Conforme o diretor-presidente do Imam, Fábio Luís da Silva, junto a estas, o objetivo visa trabalhar a conscientização em geral e instruir quanto à importância do uso correto dos containers instalados recentemente pela Prefeitura de Dourados em vários pontos estratégicos nas aldeias. A escola municipal indígena Araporã e a escola municipal indígena Lacuí Roque Isnard são as próximas na reserva que contarão com as palestras, ainda nesta semana.

A programação já está agendada também para agosto nas escolas municipais Neil Fioravanti (Caic), Izabel Muzzi e Laudemira Coutinho. O diretor cita que a equipe do Instituto tem trabalhado atividades dinâmicas com os alunos, tendo em vista envolvê-los no tema e estas tem sido bem recebidas.

O combate à poluição e a preservação das riquezas naturais estão entre as temáticas abordadas. A administração visa que a abordagem ao tema de preservação ao meio ambiente seja constante para contribuir na formação de cidadãos atentos a essa causa. Quanto aos containers instalados recentemente na reserva, o diretor cita que já se tem a "eficácia da ação comprovada". O Instituto levantou resultados positivos quanto à coleta de lixo por meio de monitoramento e visitas.

Os contêineres foram disponibilizados para a população indígena depositar o lixo domiciliar, em substituição à queima ou ao aterramento. Papéis, garrafas e lixo orgânico podem ser colocados nos recipientes e toda semana o caminhão da Prefeitura de Dourados faz o recolhimento do lixo.