Encontro reúne educadores em debate sobre a Base Nacional Curricular

Dourados - 11/04/2018 10h00

 
Secretário Upiran Gonçalves, diz que a BNCC respeitará a questão cultural de cada região - Foto: A.Frota Secretário Upiran Gonçalves, diz que a BNCC respeitará a questão cultural de cada região - Foto: A.Frota

O I Encontro de Movimento pela Implantação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) foi realizado na manhã desta segunda-feira (09) em Dourados. A ação reuniu centenas de educadores das escolas municipais, escolas estaduais, Centros Municipais de Educação Infantil, espaços conveniados, instituições da rede privada de Educação Infantil e ensino fundamental e ainda sindicatos e Conselho Municipal de Educação.

Estruturada pela Secretaria Municipal de Educação, juntamente com Coordenadoria Regional de Educação, a ação dá início à implantação da base com tratativas e pontuando aquilo que se faz necessário para se começar a adotar a base município, conforme explicou o secretário de Educação, Upiran Gonçalves.

O intuito é a "universalização" da educação no país com foco em qualidade e facilidade aos professores e alunos.

Upiran Gonçalves explica que com isso, "o que se ensina em uma determinada região do país estará sendo ensinado ao mesmo tempo em outra região do país, na mesma série no mesmo nível".

Na abertura do encontro a professora Luana Barbiero Vieira Fugino recebeu o 10º Prêmio Professores do Brasil’, instituído com a finalidade de reconhecer o trabalho do professor das escolas públicas.

Nei Elias Coineth de Oliveira, da Coordenadoria Regional de Educação de Dourados, pontuou que com a Base ocorre um "alinhamento" e que os educadores devem fomentar essa ideia, que gera benefícios à sociedade.

A BNCC teve homologação em 20 de dezembro de 2017. O Ministério da Educação enfatiza sobre planejamento para uma boa implantação da sistemática.

O coordenador estadual da BNCC, Hélio Daher, realizou ministração aos profissionais sobre o assunto. O evento contou ainda com apresentações culturais e dinâmicas.

O secretário de Educação, Upiran Gonçalves, enfatizou que a aplicação da BNCC respeitará a questão cultural de cada região e suas especificidades. Ele falou ainda sobre a importância do estimo ao professor no processo da educação.

"A gestão municipal entende que precisamos ter sim muitas escolas, mas precisamos cada dia mais melhorar a qualidade dos nossos educadores para um ensino melhor para os alunos, um melhor Ideb, melhor educação do nosso país, mas sempre reconhecendo o valor e a necessidade dos nossos professores, com trato de respeito e com carinho", citou.

Ao todo, participaram do Encontro 45 escolas municipais, 23 escolas estaduais, 37 Centros Municipais de Educação Infantil, sete espaços conveniados da educação infantil, 15 instituições da rede privada de Educação Infantil e Ensino Fundamental, além de sindicatos e Conselho.

Agora a sequência de ações para a implantação da BNCC em Dourados seguirão os ‘passos’ direcionados pelo Ministério da Educação.