Dourados – MS sexta, 16 de novembro de 2018
Anuncie aqui
Anuncie aqui
Vostok

Prejuízo aos cofres estaduais calculado em operação renderia 4 hospitais regionais novos

Obra da unidade de saúde lançada em junho deste ano em Dourados foi orçada em R$ 53 milhões. Prejuízo do esquema, segundo o MPF, é de R$ 209 milhões

12 Set 2018 - 18h05Por Luiz Radai
Maquete do hospital que teve obra lançada em junho deste ano em Dourados - Crédito: DivulgaçãoMaquete do hospital que teve obra lançada em junho deste ano em Dourados - Crédito: Divulgação

O valor do prejuízo aos cofres estaduais apurado no contexto da Operação Vostok, de combate a pagamento de propina em troca de incentivos fiscais praticado em Mato Grosso do Sul, seria suficiente para construir 4 novos hospitais regionais semelhantes ao projeto que foi lançado em junho deste ano em Dourados.

A operação que cumpriu mandados nesta quarta-feira (12) em várias cidades de Mato Grosso do Sul, apurou que as fraudes ao pagamento de impostos rendeu R$ 209 milhões de desfalque aos cofres estaduais entre os anos de 2014 e 2016.

Conforme o informativo da obra lançada em Dourados recentemente, a construção do hospital regional, dividida em etapas, teria gastos de R$ 25,6 milhões em um primeiro momento, e depois de R$ 11 milhões e R$ 11,7 milhões na segunda e terceira etapas, respectivamente. Ao total, com o repasse da União, a obra é orçada em R$ 53 milhões.

Com 7,5 mil metros quadrados de área construída em três blocos, a unidade atenderá pacientes de 34 municípios das regiões da Grande Dourados, Conesul e fronteira, com 210 leitos de enfermarias, unidades de tratamento intensivo (UTI) e de observação, para adultos e crianças.

Ainda conforme a investigação, o esquema rendeu lucro de ao menos R$ 67 milhões aos integrantes do grupo denunciado, que recebia pagamentos de propinas de empresa do ramo frigorífico. A soma foi calculada pela investigação, consta em trecho do pedido de busca e apreensão, prisão e medida cautelar diversa da prisão feito pelo MPF (Ministério Público Federal) ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e foi divulgada pelo site Campo Garnde News.

Vostok

A operação cumpriu 41 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes de Laguna; e Trairão, no Pará. Foram ao todo 220 policiais federais enviados para as ruas, além dos promotores do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul).

O destaque ficou por conta da prisão do deputado estadual e candidato à reeleição, José Roberto Teixeira, além de mandado contra o governador Reinaldo Azambuja, e também candidato à reeleição, que acabou se apresentando na sede da Polícia Federal à tarde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trabalho de detentos leva alimentação saudável a centenas de pessoas carentes
Ressocialização

Trabalho de detentos leva alimentação saudável a centenas de pessoas carentes

16/11/2018 14:00
Trabalho de detentos leva alimentação saudável a centenas de pessoas carentes
Será que chove no fim de semana?
Tempo

Será que chove no fim de semana?

16/11/2018 09:08
Será que chove no fim de semana?
Campanha Papai Noel dos Correios começa oficialmente dia 19 de novembro em MS
Fazer o bem

Campanha Papai Noel dos Correios começa oficialmente dia 19 de novembro em MS

14/11/2018 15:30
Campanha Papai Noel dos Correios começa oficialmente dia 19 de novembro em MS
MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil
emprego

MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil

14/11/2018 14:30
MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil
Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail
Disque-lâmpada

Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail

14/11/2018 13:30
Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail
Últimas Notícias