Dourados – MS domingo, 18 de novembro de 2018
Anuncie aqui
Anuncie aqui
Cotidiano

Muito mais que barracas e feirantes, a feira livre é um comércio afetivo

04 Set 2018 - 08h00Por Ana Ostapenko
Muito mais que barracas e feirantes, a feira livre é um comércio afetivo - Crédito: Hedio Fazan Crédito: Hedio Fazan

Se existe local mais democrático que uma feira livre, ainda não conhecemos, ali entre barracas com todo tipo de produtos, desde legumes, verduras, doces ou carnes, todo tipo de pessoa transita, desde o mais rico até o mais simples, todos buscam a saúde em forma de alimentos.

A palavra feira teve origem na palavra em latim feria, que significa "dia santo ou feriado” e a palavra freguês, usada para tratamento dos consumidores de feira livre, originou-se também do latim filiu ecclesiae que significa “filhos da igreja”. Assim, no início, as pessoas ou fiéis aproveitavam as festas religiosas para se reunirem e para trocarem mercadorias.

Na feira livre há aqueles que observam, pechincham e procuram algo específico, bem como há aqueles que criam laços de afetividade, próximos da amizade que rompe a relação comerciante-freguês, o que sustenta em grande parte a tradição de ir à feira toda semana, comer pastel e tomar caldo de cana, além da variedade e qualidade dos produtos ali encontrados. Todos nós temos uma história de identidade e lembrança de uma feira, seja no âmbito alimentar ou simples lazer.

Em Dourados não é diferente. Além da feira central, que funciona aos sábados e domingos, existem mais 4 feiras móveis, que acontecem em dias da semana nos bairros. A semana se inicia na terça com a feira de orgânicos no Parque dos Ipês, ela começa às 17h. Além de orgânicos, a praça de alimentação tem um papel importante no movimento da feira, lá você pode encontrar delícias para todos os gostos.

As opções são variadas, o pastel, que não pode faltar, é vendido numa barraca com uma fila interminável, com vários sabores, o cliente pede e espera ansiosamente pelo vendedor chamar o seu nome. Também tem coxinha, sanduiche vietnamita, macarrão na chapa, espetinhos, acarajé e até comida chinesa vegetariana. Sim isso mesmo, você pode comer uma porção de 5 guiozas (iguaria chinesa feita com massa fina e legumes) por apenas R$ 5,00. Feira é tudo de bom!


Na quarta, já é tradição a feira do BNH 1º Plano, que começa cedo, com a venda de frutas e verduras e mais ao fim da tarde as barracas de pastel e yakisoba abrem e fazem a felicidade gastronômica dos frequentadores.

Na quinta, é a vez de feira no Parque Alvorada, ali no calçadão da Escola Aurora Pedroso, ao lado do parque. Visitamos de manhã e encontramos o senhor Aroldo Nantes Fernandes, de 61 anos, 20 deles dedicados à sua barraca de doces nas feiras dos bairros e as central. Seu Aroldo contou pra gente que não se vê se não for numa feira. Naquele local fez amizades pra vida inteira, “a feira é um comércio de afetividade, as vezes a pessoas nem compra nada, mas chega pra uma conversa boa e assim a gente faz um amigo”, comenta.


Na sexta, a feira acontece no bairro Izidro Pedroso a partir das 17h, lá mais uma vez encontramos moradores e feirantes numa simbiose única, onde compras, pechinchas e muita comida boa se misturam.

A Feira Central de Dourados guarda muita história, quem nunca passou de madrugada, depois de uma balada pra comer pastel ou frango assado que atire o primeiro repolho! No sábado de manhã já está lotada com clientes em busca dos melhores vegetais, farinha de mandioca e café à granel e também bolos, biscoitos ou cucas. À noite a praça de alimentação fica lotada de clientes em busca de uma refeição diferente fora de casa. No domingo não é diferente, muitas famílias passam na feira para tomar café da manhã e comprar verduras e frutas para o almoço.


Assim feira segue seu rumo como um organismo vivo, semana a semana com seus feirantes e seus clientes, cheios de histórias pra dividir e também em busca do melhor alimento para saciar a fome das suas famílias ou apenas para aproveitar o momento degustando um belo pastel de queijo com caldo de cana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trabalho de detentos leva alimentação saudável a centenas de pessoas carentes
Ressocialização

Trabalho de detentos leva alimentação saudável a centenas de pessoas carentes

16/11/2018 14:00
Trabalho de detentos leva alimentação saudável a centenas de pessoas carentes
Será que chove no fim de semana?
Tempo

Será que chove no fim de semana?

16/11/2018 09:08
Será que chove no fim de semana?
Campanha Papai Noel dos Correios começa oficialmente dia 19 de novembro em MS
Fazer o bem

Campanha Papai Noel dos Correios começa oficialmente dia 19 de novembro em MS

14/11/2018 15:30
Campanha Papai Noel dos Correios começa oficialmente dia 19 de novembro em MS
MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil
emprego

MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil

14/11/2018 14:30
MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil
Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail
Disque-lâmpada

Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail

14/11/2018 13:30
Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail
Últimas Notícias