Dourados – MS domingo, 23 de setembro de 2018
São Bento Hectares Matérias
São Bento Hectares Mobile Matérias
MEIO AMBIENTE

Brasil perde R$ 5,7 bilhões por ano ao não reciclar resíduos plásticos

07 Jun 2018 - 19h10
Brasil perde R$ 5,7 bilhões por ano ao não reciclar resíduos plásticos -
O Brasil produz mais de 78,3 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano, dos quais 13,5% – o equivalente a 10,5 milhões de toneladas – são de plástico. Se o total desse montante de plástico fosse reciclado, seria possível retornar cerca de R$ 5,7 bilhões para a economia, segundo levantamento do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb). "O Brasil ainda destina inadequadamente cerca de 40% de todo o resíduo gerado no país. São bilhões de reais que poderiam ser revertidos para a construção ou modernização de aterros sanitários, ampliação dos serviços de coleta e outras atividades relacionadas à limpeza urbana. O gerenciamento de resíduos envolve uma rede complexa de atividades e a reciclagem é um pilar que precisa começar a ser desenvolvido como oportunidade de negócio. Do contrário, não terá resultado concreto", explica Marcio Matheus, presidente do Selurb. Previsão de crescimento A entidade avalia que os números refletem uma realidade mundial e que o aumento do poder de compra da população e os altos investimentos em novas fábricas e tecnologias serão responsáveis por um crescimento de cerca de 30% na produção de plástico em menos de 10 anos. Uma das alternativas em relação à gestão de resíduos sólidos apontadas pela entidade seria a erradicação dos quase 3 mil lixões existentes no país e a implantação de uma rede regionalizada de aterros sanitários, para tratar adequadamente os resíduos. "Se ilude quem acha que é possível fazer reciclagem em um país continental sem buscar soluções de escala. A reciclagem só será possível quando houver viabilidade econômica, o que inclui incentivos governamentais, com isenções fiscais, e estrutura logística para tal. A primeira medida é desenvolver soluções logísticas que concentrem esses materiais, como ecoparques – que apresentam, também, a estrutura dos aterros legalizados. A partir disso, será possível diluir os altos custos logísticos e trazer viabilidade econômica para que os materiais recicláveis cheguem à indústria a um preço atrativo, como aconteceu nos EUA", aponta o engenheiro especialista em sustentabilidade, Carlos Rossin.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Número de árvores pode ter caído pela metade em Dourados
Eram 250 mil

Número de árvores pode ter caído pela metade em Dourados

21/09/2018 17:20
Número de árvores pode ter caído pela metade em Dourados
Dia da Árvore: Dourados tem 48 árvores tombadas como patrimônio do município
Nosso Patrimônio

Dia da Árvore: Dourados tem 48 árvores tombadas como patrimônio do município

21/09/2018 17:14
Dia da Árvore: Dourados tem 48 árvores tombadas como patrimônio do município
No Dia da Árvore, Imam, acadêmicos e PMA plantam 80 mudas às margens de córrego no Rego D’Água
Dia da Árvore

No Dia da Árvore, Imam, acadêmicos e PMA plantam 80 mudas às margens de córrego no Rego D’Água

21/09/2018 15:00
No Dia da Árvore, Imam, acadêmicos e PMA plantam 80 mudas às margens de córrego no Rego D’Água
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Dia da Árvore

Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios

21/09/2018 13:32
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
WWF diz que Japão caçou 50 baleias em área protegida da Antártida
MAR DE ROSS

WWF diz que Japão caçou 50 baleias em área protegida da Antártida

04/09/2018 15:00
WWF diz que Japão caçou 50 baleias em área protegida da Antártida
Últimas Notícias