Governo lança Outubro Rosa e SES dá largada na luta contra o câncer de mama

Campo Grande- 09/10/2017 14h29

Diante de 820 novos casos de câncer de mama em Mato Grosso do Sul nos últimos dois anos, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (SES), dá a largada na luta contra a doença. Nesta segunda-feira (9.10) aconteceu o lançamento do Outubro Rosa, movimento internacional de enfrentamento e conscientização contra o câncer de mama. Na solenidade de abertura estiveram presentes a primeira dama, Fátima Azambuja, e secretario da pasta, Nelson Tavares.

Nesse mês as ações são voltadas à sensibilização da sociedade, e, em especial, às mulheres acima de 50 anos, que são as que possuem maior risco de desenvolver o câncer de mama. A SES também irá reforçar a divulgação de informações sobre os cuidados iniciais e tratamento do câncer de mama.

Entre as atividades que serão desenvolvidas em outubro, destacam-se os eventos de conscientização do servidor (como a montagem do cantinho do saber, onde os servidores poderão ter acesso ao material informativo – para que possam ser também interlocutores da doença-, a feira de alimentos orgânicos, entre outros) e as ações que serão desenvolvidas com foco na sociedade em geral, além de parcerias com diversas instituições.

Com o objetivo de aumentar o diagnóstico precoce da doença, o Ministério da Saúde, por meio do Instituto Nacional do Câncer (Inca), recomenda a realização periódica do exame de mamografia (a cada dois anos ou conforme critério médico), a mudança de hábitos alimentares, a prática de atividades físicas, além de evitar o consumo de álcool e cigarro.

De acordo com a gerente de Atenção à Saúde da Mulher da SES/MS, Hilda Guimarães de Freitas, a ampla divulgação de informações sobre o diagnóstico precoce, ainda é um fator determinante para que as mulheres possam buscar o quanto antes o tratamento adequado.

"Contamos com diversos fatores que influenciam diretamente no acompanhamento da doença. Mas o primordial ainda é a conscientização pelo diagnóstico precoce para que o tratamento da doença seja realizado na fase inicial da doença. Hoje buscamos esta ampla divulgação e incentivamos para que esta paciente também seja uma divulgadora desta ação, expandindo assim as informações sobre a doença", afirma Hilda.

O câncer de mama ainda é a doença com maior ocorrência nas mulheres em Mato Grosso do Sul. Conforme estimativa do Inca, dos 820 casos novos registrados em MS, nos últimos dois anos, 460 deles foram somente em Campo Grande. Já a taxa de incidência por 100 mil habitantes é de 85,69 em Campo Grande e 65,23 em Mato Grosso do Sul.