Prefeitura e Governo do Estado firmam parceria na Capital

Prefeito Marquinhos Trad e governadora em exercício Rose Modesto anunciaram ontem investimentos de R$ 50 milhões, em caráter emergencial, para operação tapa-buracos

Por: Elvio Lopes - 11/01/2017 09h26

Marquinhos e Rose durante encontro onde foram anunciados R$ 50 milhões para recuperar a malha viária da Capital. (Foto: Chico Ribeiro) Marquinhos e Rose durante encontro onde foram anunciados R$ 50 milhões para recuperar a malha viária da Capital. (Foto: Chico Ribeiro)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) e a governadora do Estado em exercício, Rose Modesto (PSDB), que foram adversários nos dois turnos das eleições municipais na Capital, encontraram-se pela primeira vez depois da posse do novo administrador da Capital para firmar um importante compromisso pela recuperação de Campo Grande. A reunião aconteceu na Prefeitura e os dois anunciaram investimentos de R$ 50 milhões, em caráter emergencial, para recuperar a malha viária da Capital.

O assunto foi tratado pela primeira vez na semana passada, em reunião entre Marquinhos e o governador Reinaldo Azambuja e o encontro de ontem serviu para finalizar o projeto para a assinatura do convênio, que será dividido em duas etapas, no dia 19 próximo.

O Estado vai investir R$ 10 milhões, que serão somados a mais R$ 10 milhões, de contrapartida do município na primeira tapa da operação tapa-buraco, que na primeira semana deste ano já conseguiu mobilizar 17 equipes e tapar mais de 6 mil buracos nas vias de maior trafegabilidade na Capital.

Recapeamento

Ainda pela parceria com o Estado, uma equipe técnica fará o levantamento das vias que necessitam de recapeamento para que seja, então, feito o planejamento para execução do serviço. A intervenção deverá começar pelas principais artérias de trafegabilidade da cidade. Nesta segunda etapa, serão investidos os R$ 30 milhões – R$ 15 milhões do Município e R$ 15 milhões do Estado – restantes do convênio.

De acordo com a governadora em Exercício, os recursos do Governo do Estado serão provenientes do do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul (Fundersul) e, por parte da prefeitura, o montante aplicado virá da arrecadação do Imposto Predial e Territorial (IPTU).

Marquinhos Trad ressaltou a importância da parceria com o Executivo Estadual, a fim de dar as respostas que a população espera neste primeiro momento. "Não podemos perder tempo e a população cobra ações rápidas. Vamos fazer tapa-buraco, mas já estamos pensando no recapeamento das principais avenidas e ruas da nossa cidade" destacou.

A governadora em exercício Rose Modesto destacou a postura do atual prefeito, que no comando da administração da Capital, coloca os interesses do coletivo à frente de qualquer questão. "O que a população espera dos políticos e, o prefeito Marquinhos já demonstrou essa maturidade e que, passada a eleição, todos se unam em prol da coletividade. Esse convênio é apenas um primeiro passo, de uma parceria sólida entre governo e prefeitura, que pretende fazer grandes coisas pela nossa cidade", garantiu Rose Modesto.

Parques

Durante a coletiva no Paço Municipal, o prefeito Marquinhos Trad anunciou ainda voltará a procurar o Governo do Estado, para que o mesmo colabore na recuperação e manutenção dos parques de Campo Grande. O prefeito se referiu ao acordo judicial firmado no ano passado, entre Ministério Público Estadual e a prefeitura, que previa melhorias e adequações em cinco parques da capital sul-mato-grossense.

"Em um momento que o governo passava por dificuldade financeira, o Município assumiu integralmente a responsabilidade desses parques. E, agora, é a prefeitura que precisa de ajuda, neste sentido. Os parques só não estão fechados hoje, porque houve compreensão do Ministério Público, já que a gestão passada não cumpriu as cláusulas do TAC, que visava regularizar a situação higiênico-sanitária e ambiental nestes locais", explicou Marquinhos.

A coletiva de imprensa contou com a participação do secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese; secretário de Estado da Infraestrutura, Marcelo Miglioli e dos vereadores João César Mattogrosso , Papy e Delegado Wenllington.