Preso suspeito de matar jovem a tiros por revidar cantada com tapa em Rio Brilhante

Segundo uma amiga da vítima, Tatiane Dias da Silva, de 20 anos, estava grávida de um mês.

G1-MS - 23/08/2017 16h17

 
Jovem é morta a tiros após revidar cantada com um tapa em MS (Foto: Reprodução/Facebook) Jovem é morta a tiros após revidar cantada com um tapa em MS (Foto: Reprodução/Facebook)

homem de 41 anos, suspeito de matar a tiros Tatiane Dias da Silva, de 20 anos, há cinco dias depois de ela revidar uma cantada com um tapa na cara, foi preso na noite de terça-feira (22) em Rio Brilhante, município distante 150 quilômetros da capital de Mato Grosso do Sul.

Segundo o delegado Roberto Duarte Faria, a justificativa dele foi sem lógica. "Confessou e diz que foi por causa da agressão dela, que o nariz dele sangrou muito. Ele foi para casa, trocou de camisa e já estava armado", afirmou Faria.

O suspeito é um funcionário de fazenda e não tinha passagens pela polícia. Ele também negou que tenha "passado a mão" na jovem e não a conhecia, de acordo com Faria. O delegado enfatiza, no entanto, que tanto o suspeito quanto a vítima estavam alcoolizados.

A amiga e vizinha Bianca Gonçalves Nunes disse que Tatiane estaria grávida de um mês. A jovem estava bebendo com amigos e o namorado na varanda da residência na madrugada de sábado (19). Quando a bebida acabou, o casal foi buscar mais no bar que fica bem em frente à casa.

O dono do estabelecimento, Jorge Luiz Lopes, afirmou que o suspeitou começou a mexer com ela e como resposta levou um tapa na cara. Testemunhas disseram que o homem ficou inconformado e disse que ia buscar uma arma para matar Tatiane. Ele entrou no quintal da residência armado e disparou cinco vezes. Quatro tiros pegaram nas costas e um no braço da vítima.