É condenado a 18 anos e 6 meses homem que matou a ex com tiro na cabeça

Depois de ser ferida com tiro na cabeça, Pamella Jennifer Garicoi ficou 32 dias internada. Crime ocorreu em 23 de março de 2017, em Campo Grande

Com o G1 MS - 25/04/2018 19h23

 
Local do crime ocorrida há um ano (G1 MS) Local do crime ocorrida há um ano (G1 MS)

O homem que atirou contra a cabeça de Pamella Jennifer Garicoi em uma loja de gesso na Capital do Estado foi condenado a 18 anos e seis meses, em regime fechado, após julgamento ocorrido nesta quarta-feira (25) na 2ª Vara do Tribunal do Júri. Pamella morreu após 32 dias de internação. Ela era ex-mulher do atirador.

Preso no Centro de Triagem em Campo Grande desde dezembro do ano passado, Johnny Teodoro de Souza era réu de homicídio por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio.

A tentativa de homicídio ocorreu em 23 de março de 2017, após a vítima ter feito um boletim de ocorrência contra o ex-marido por ele ter descumprido medida protetiva. Souza ameaçava a mulher para que eles reatassem o relacionamento. Na época, a delegada Priscilla Anuda afirmou que durante o tempo de casados, os dois sempre terminavam e voltavam.

No dia do crime, Pamella encontrou o ex-marido na frente do local de trabalho, após retornar da delegacia. Ele queria conversar com a ex, mas ela se recusou. A mãe da vítima também tentou acalmar o homem. O suspeito foi mandado embora pelos funcionários da empresa.

Depois de um tempo, o suspeito voltou, entrou silenciosamente no local e efetuou os disparos com um revólver calibre 38. Em seguida, Souza atirou contra o próprio queixo. Câmera de segurança registrou toda ação.