DOF recupera carro e apreende pneus, arma e drogas em MS

As autuações aconteceram neste final de semana

Por: Vinicios Araújo - 09/10/2017 10h02

Ações do Departamento de Operações na Fronteira (DOF) levou quatro pessoas para a delegacia e resultou na apreensão de três mil pneus contrabandeados, um revólver com munições, pouco mais de 110 quilos de maconha e na recuperação de um carro roubado.

Segundo o boletim, na noite de sexta-feira (06), uma carreta foi abordada na rodovia MS-156, em Caarapó, e após vistoria, os agentes encontraram cerca de três mil pneus de origem europeia com irregularidades na documentação. A condutora, de 52 anos, contou que teria sido contratada para levar a carga para Brasília (DF). Autora, veículo e pneus foram encaminhados para a sede da Polícia Federal em Dourados.

Também na noite de sexta-feira, um homem foi autuado por posse ilegal de arma na MS-040. Ele estava estacionado na rodovia e contou aos policiais que aguardava socorro pois havia atropelado um animal. Ao vistoriar o veículo foi encontrado o revólver com seis munições intactas.

Já na manhã de domingo (08), um veículo VW Jetta, de cor preta e com placas falsas e registro de roubo foi recuperado em Amambai após abordagem na MS-156. O condutor, um rapaz de 24 anos contou que teria pegado o carro em Goiânia e entregaria em Amambai. O caso foi registrado na Delegacia de Políca da cidade.

Na madrugada de domingo, por volta das 5h, agentes do DOF prenderam também em Maracuju, um homem de 33 anos, foragido da justiça, transportando 110,7 quilos de maconha escondidos em cilindos de gás e no tanque de combustível de uma caminhonete F-250.

A prisão ocorreu durante abordagem do bloqueio policial para fiscalização na rodovia BR-267 onde o condutor desobedeceu órdem de parada e iniciando uma perseguição pela rodovia. Ele teria tentado fugir a pé por um matagal mas foi capturado.

A noiva do rapaz estava no veículo e contou não ter conhecimento da droga. Ele, veículo e entorpecente foram encaminhados para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron).