Dourados terá unidade Poupatempo até outubro, segundo Comdecon

Reunião ocorrida em maio teve a ata publicada na edição desta quarta-feira (13) no Diário Oficial

Luiz Radai - 13/06/2018 18h54

 
Unidade paulista do Poupatempo, que realiza pelo menos 400 tipos de atendimentos diferentes (Vale News) Unidade paulista do Poupatempo, que realiza pelo menos 400 tipos de atendimentos diferentes (Vale News)

O Conselho Municipal de Defesa do Consumidor publicou nesta quarta-feira (13), no Diário Oficial do Município, a ata da 133ª reunião que deliberou sobre a instalação de uma unidade Poupatempo na cidade de Dourados. Segundo resultado do encontro, ficou decidido que a unidade deve funcionar a partir de outubro de 2018. O custo para instalação deve ser subsidiado por recursos do Fundo Municipal de Defesa do Consumidor, gerido pelo Programa de Defesa do Consumidor (Procon).

A publicação aconteceu duas semanas depois da realização da reunião, ocorrida no dia 29 de maio. A unidade Poupatempo será instalada em uma área vaga no antigo Centro Social Urbano (CSU) no Jardim Água Boa, anexo à Clínica da Mulher, região sul da cidade.

O custo para instalação gira em torno de R$ 73 mil avaliado levando em conta a estrutura mobiliária e demais necessidades para o melhor funcionamento da unidade.

O Poupatempo, projeto iniciado no Estado de São Paulo, em 1996, tem como principal objetivo concentrar em um local serviços públicos diversos de atendimento ao cidadão, proporcionando a diminuição de tempo e de custo com qualidade e eficiência os serviços prestados.

Emissão de documentos diversos, segunda via de contas de energia e água, atendimentos relativos ao Detran, dentre outros, além de atendimentos para o trabalhador como a emissão de carteira de trabalho e cadastro para seguro-desemprego seriam os principais atendimentos.

Ao final da reunião ficou aprovado pelo Comdecon a solicitação de uso de verbas do Fumdecon para aquisição de mobiliário e outras necessidades para instalação do Poupatempo.