Hemocentro precisa com urgência de sangue O; sábado tem coleta

Centro Hemoterápico fecha no feriado do aniversário de Dourados, no dia 20 de dezembro, mas vai atender normalmente nos próximos dias úteis, entre o Natal e o Ano Novo 2017

Por: Maria Lúcia Tolouei - 15/12/2016 14h14

O Hemocentro Regional de Dourados precisa, com urgência, de sangue O positivo e negativo, para atender pacientes em procedimentos de urgência e emergência.

Em contato com a redação do Douradosagora, esta manhã, a assistente social Rosa Maria Vieira Fernandes disse que também haverá coleta neste próximo sábado, 17, quando as senhas para doar sangue serão distribuídas das 7h às 11h.

Os doadores devem estar saudáveis, apresentar documento de identidade com foto e não fazer uso de bebida alcoólica na noite anterior. Quem teve Dengue, Zika ou Febre Chikungunya, deve aguardar um mês após a cura dos sintomas.

Rosa informou que o Hemocentro fecha no feriado do aniversário de Dourados, no dia 20 de dezembro, mas vai atender normalmente nos próximos dias úteis, entre o Natal e o Ano Novo 2017.

Confira o que é preciso para doar sangue e salvar vidas:

Para doar sangue é preciso:

Levar documento oficial com foto;

 Estar em boas condições de saúde, não estar gripado ou com outra infecção;

 Estar descansado e alimentado;

 Ter entre 18 e 69 anos de idade;

 O limite para a primeira doação será de 60 anos de idade;

 Menores entre 16 e 17 anos de idade, podem ser aceitos com autorização do responsável legal;

 Pesar mais de 55 quilos.

Recomendações

 Não ingerir bebida alcoólica pelo menos 12 horas antes da doação (para quem beber com moderação);

 Não fumar 1 hora antes e após a doação;

 Tomar café da manhã antes da doação;

 Evitar alimentos gordurosos no dia da doação.

Não deve doar

 Quem teve hepatite após 11 anos de idade;

 Doença de Chagas;

 Homens e mulheres com múltiplos parceiros sexuais e que têm relações sem o uso de preservativo;

 Pessoas que compartilham seringas;

 Pessoas que fazem uso de drogas injetáveis ilícitas;

 Pessoas infectadas pelo HIV e seus parceiros.

Deve aguardar para doar

• Quem fez transfusão de sangue .......................................................12 meses

• Tatuagem, maquiagem definitiva, piercing....................................6 a 12 meses

• Quem se submeteu a cirurgias ........................................... 3 meses a 1 ano

• Parto normal ou cesariana.............................................................. 12 semanas

• Dengue clássica................................................................. 1 mês após a cura

• Dengue hemorrágica ........................................................ 6 meses após cura

• Doença sexualmente transmissível-DST............................ 12 meses após cura

• Gripe (após o término dos sintomas).................................................... 7 dias

• Gestação.................................................aguardar até 12 semanas após o parto

• Amamentação............................................parto ocorrido há mais de 12 meses

• Medicação.............................................................................. a critério médico

• Acupuntura............................................................................................ 1 ano

• Piercing ( oral e genital )...................................................12 meses da retirada

• Procedimentos endoscópicos............................................................6 meses

Após a vacinação, deve aguardar:

Antirrábica (após a mordedura) - 1 ano

Antirrábica (preventiva) - 4 semanas

Antitetânica- 48 horas

BCG -4 semanas

Febre amarela - 4 semanas

Gripe - 48 horas

H1N1/Gripe - 48 horas

Hepatites A e B - 48 horas

Rubéola - 4 semanas

Sarampo - 4 semanas

Varicela - 4 semanas

HPV - 48 horas

Homens .............2 meses – Máximo 4 vezes anuais

Mulheres ...... 3 meses – Máximo 3 vezes anuais

Todo sangue colhido dos doadores passa por exames, de acordo com o protocolo da Fiocruz. São realizados testes de tipagem sanguínea, doença de Chagas, sífilis, hepatite B, hepatite C, HIV, HTLV I/II e Hemoglobina S.

Apesar da realização de vários testes com o sangue doado, antes de sua liberação para outras pessoas, não existe 100% de segurança para o paciente/receptor, pois há um período chamado de janela imunológica, que é o tempo entre a contaminação por agentes infecciosos e a positividade do teste. Por isso são muito importantes as respostas dadas durante a triagem clínica.

Medula

O Hemocentro de Dourados também faz cadastro de potenciais doadores de medula, que é um tecido líquido encontrado no interior dos ossos. É responsável por produzir as células do sangue, ou seja, glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas.

Quem pode doar

Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos em bom estado de saúde. O doador é identificado geneticamente, através de um exame de HLA e inscrito no REDOME – Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea. Quem tem AIDS, Hepatite B ou C, é portador de doenças crônicas e fez tratamento quimioterápico ou radioterápico contra câncer, não pode ser doador de medula óssea

Quando doar

Quando surgir um doente compatível, o doador será consultado para decidir quanto a doação. Após sua confirmação, outros exames serão necessários e o estado de saúde do doador será avaliado. Só então ele deverá deslocar-se até um Centro de Transplante de Medula Óssea designado pelo REDOME, onde será feita a doação. Não haverá despesas para o doador.

Indicação

É indicado para alguns pacientes portadores de doenças que afetam as células sanguíneas e consiste na substituição da medula óssea doente por medula óssea normal.

Como ocorre

A medula óssea é retirada por punção, em centro cirúrgico, sob anestesia geral, o que leva em torno de 90 minutos. Retira-se menos de 10% de medula óssea que, em poucas semanas, estará totalmente reconstruída. Também podem se doadas as células precursoras de medula óssea através de um procedimento semelhante à doação de sangue. Neste caso, o doador só precisa receber uma medicação durante alguns dias e não há internação. O doente recebe então a nova medula ou as células precursoras por meio de uma transfusão.

Riscos

Segundo as autoridades em Saúde, não há risco ou restrições médicas e o doador poderá levar sua vida normalmente, como antes.

Documentos

O Candidato à doação dever trazer o RG, CPF, e o Cartão SUS, se tiver.

Serviço

Hemocentro Regional de Dourados - local para doar sangue ou fazer o registro para doar medula.

Rua Waldomiro de Souza – 295 – Vila Industrial – Dourados - (ao lado do PAM)

E-mail: hemocentrodourados@hemosul.ms.gov.br

Telefones: (67)3424-0400/3424-4192