Dourados – MS quarta, 19 de setembro de 2018
São Bento Hectares Matérias
São Bento Hectares Mobile Matérias
Pesquisa

Esporte é instrumento para transformação da sociedade, defende FGV

25 Ago 2018 - 13h00Por Agência Brasil
Esporte é instrumento para transformação da sociedade, defende FGV -

Entender o esporte como instrumento para o desenvolvimento humano e da sociedade é o objetivo do 8º Seminário de Gestão Esportiva que a Fundação Getulio Vargas promove hoje (25), no Rio de Janeiro. O coordenador acadêmico do curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Esportes da FGV, Pedro Trengrouse, destacou a necessidade de haver mais investimento público em esporte no Brasil, a exemplo do que houve na Islândia que, em 20 anos, reduziu dos índices de criminalidade, álcool, drogas e violência na juventude.

“A Islândia tinha os maiores índices de criminalidade da Europa e, hoje, tem os menores”, salientou Trengrouse, em entrevista à Agência Brasil. “E, de quebra, ainda classificou a seleção para a Copa do Mundo da Rússia”, completou o professor.

O curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Esportes é realizado pela FGV em parceria com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) e o Centro Internacional de Estudos do Esporte (CIES).

Esporte escolar

Trengrouse destacou que nos últimos 20 anos, o Brasil investiu R$ 100 bilhões em eventos esportivos e em esporte de alto rendimento. Segundo o professor da FGV, o retorno desses investimentos não foi tão grande quanto se ele tivesse investido no esporte escolar, como a Constituição determina.

“Há 30 anos, a Constituição diz que o dinheiro público deve ser prioritariamente colocado no esporte escolar. E até hoje isso não ocorreu. O investimento na base gera frutos no alto rendimento, mas o investimento só em alto rendimento não necessariamente gera frutos na base”.

Pedro Trengrouse sugeriu que o Brasil deve repensar a política de investimento público no esporte, de modo a integrar o esporte em políticas públicas de saúde, de educação. “Nós não podemos tratar o esporte como algo isolado das políticas públicas, que precisam aproveitar o esporte como política de transformação”.

Trengrouse afirmou que construir hospital não é investir em saúde. “Lá só tem doente. Investir em saúde é investir em qualidade de vida, em saneamento básico e em esporte. Porque, quando se pratica esporte, se evita doenças coronarianas, obesidade, diabetes”.

Segundo ele, para cada dólar investido em esporte, se economiza US$ 3,20 com gasto em saúde. “Isso é investimento inteligente, é aproveitar o potencial de transformação social do esporte”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Apesar de aumento, menos de 40% das cidades têm política de saneamento
Saneamento Básico

Apesar de aumento, menos de 40% das cidades têm política de saneamento

19/09/2018 09:40
Apesar de aumento, menos de 40% das cidades têm política de saneamento
Unesco estima em 10 anos prazo para restauração do Museu Nacional
Museu Nacional

Unesco estima em 10 anos prazo para restauração do Museu Nacional

18/09/2018 15:00
Unesco estima em 10 anos prazo para restauração do Museu Nacional
Polícia Federal deflagra quarta fase da Operação Registro Espúrio
Operação

Polícia Federal deflagra quarta fase da Operação Registro Espúrio

18/09/2018 11:00
Polícia Federal deflagra quarta fase da Operação Registro Espúrio
Mais de 2,6 milhões de contribuintes recebem hoje restituição do IR
Imposto de Renda

Mais de 2,6 milhões de contribuintes recebem hoje restituição do IR

17/09/2018 09:40
Mais de 2,6 milhões de contribuintes recebem hoje restituição do IR
Operação policial combate crimes cibernéticos em seis estados
Ciberespaço

Operação policial combate crimes cibernéticos em seis estados

17/09/2018 08:31
Operação policial combate crimes cibernéticos em seis estados
Últimas Notícias